Voltar

Protestantes

Protestantes

O protestantismo, nome adotado para as igrejas e comunidades cristãs, provenientes dos movimentos reformistas iniciados pelo Martinho Lutero. Criou-se como uma reação contra as doutrinas e práticas da igreja católica. O termo é derivado do protesto apresentado em Speyer no ano 1529 pelos luteranos contra as limitações religiosas introduzidas pelo católicos oponentes aos movimentos reformistas. Dentro do protestantismo existe o luteranismo, calvinismo, anglicanismo e as comunidades religiosas surgidas na base destes movimentos no século XVII – menonitas, baptistas, metodistas, adventistas. No século XIX e XX separam-se as Igrejas do Cristo e da Pentecostes.  As igrejas e comunidades protestantes diferem-se quanto as dogmas e ritual celebrado. Os princípios básicos da teologia baseiam-se nas regras: sola scriptura - o principio no qual a Biblia tem primazia nos assuntos da fé, e o Antigo Testamento está dentro o canon hebraico; solus Christus – apenas Jesus Cristo, Deus verdadeiro e homem; sola gratia et sola fide - afirma que a salvação é pela graça de Deus e fé apenas, e que nós somos resgatados de Sua ira apenas por Sua graça. A graça de Deus em Cristo não é meramente necessária, mas é a única causa eficiente da salvação; soli Deo gloria – a salvação é de Deus, e foi alcançada por Deus apenas para Sua glória. Não reconhecem o culto das feiras, culto mariano, a veneracao dos santos e das suas relíquias, existência de purgatório, o sacrifício da missa, sacerdócio hierárquiico, celibato dos padres. As crenças protestantes são escéticas, económicas na sua forma. Põem muita pressão no respeito para o trabalho, disciplina, não se sujeitar às fraquezas. Os feriados mais importantes são: Natal, Páscoa, Pentecostes, Ascensão, Feriado de Reformação (31.10). Na Polónia as ideias de reformação popularizaram-se nos tempos dos últimos Jaguellónicos. Foram criadas as assembleias luteranas (Wielkopolska), reformistas (Lituânia, Małopolska), dos padres checos (Wielkopolska). Existia também o ramo radical de calvinismo – padres arianos (arianos). Após a introdução de reforma de Trento o desenviolvimento do protestantismo ficou parado, o que resultou nas tentativas de reconciliação dos ramos existentes, por exemplo em Koźminek no ano 1555 (calvinistas, padres polacos) ou em Sandomierz no ano 1570 (luteranos, calvinistas, padres checos). No 400 aniversário de acordo de Sandomierz, os luteranos polacos (membros da igreja evengélico-augsburga) e os evengélicos reformistas (calviinistas e herdeiros dos padres checos) criaram no ano 1955 a chamada comunidade de altar e púlpito. Atualmente na Polónia às igrejas protestantes pertence cerca de 200 mil pessoas, o maior grupo são os luteranos (cerca de 80 mil). Em Cracóvia há várias assembleias luteranas protestantes, entre elas, a evengélico-augsburga, batista, Adventistas do Sétimo Dia, Pentecostes, Igreja de Jesus Cristo, dos Cristãos Livres, Metodista. A igreja ecuménica é a igreja de São Martim na rua Grodzka, junto da qual funciona a paróquia evangélico – augsburga e evangélico – reformista.
Em Cracóvia, cada Outono organiza-se o festival 7xGospel, dedicado a música gospel, associada, entre outros, com a religião protestante.

Multimídia

Reproduzir Reproduzir