Voltar

Cracóvia – o centro religioso das peregrinações

Cracóvia – o centro religioso das peregrinações

Kraków z lotu ptaka
Cracóvia é chamada de „Segunda Roma” – devido ao alto número das igrejas, santuários e tumbas dos santos e beatos. É um significante centro de turismo religioso, tanto nacional, como internacional.
O maior número de peregrinos, porque mais que 2 milhões por ano, atrai o Santuário de Misericórdia de Deus em Łagiewniki. No primeiro domingo seguinte a Páscoa, do mundo inteiro vêm os fiéis para o Feriado de Misericórdia de Deus, para rezar na frente do quadro de Jesus de Misericórdia e relíquias da santa freira Faustina Kowalska. É importante também o culto de Santo Estanislau, bispo e mártir, enterrado Wawel. As grandes cerimónias para a sua homenagem decorrem aqui no nomingo, na oitava de 8 de Maio, quando se realiza a procissão com as relíquias de Wawel até Skalka. Em Cracóvia restão enterrados também outros  santos. As relíquias da Santa Rainha Edviges encontram-se na catedral de Wawel; do São Simão de Lipnica na igreja dos padres bernardinos, do Santo Jacek Odrowąż na basílica dos padres dominicanos, de São João Kante na colegiada da Santa Ana, do santo padre Albert Chmielowski no Santuário Ecce Homo, do santo Estanislau Kazimierczyk na igreja de Corpus Christi. Também em outras igrejas encontram-se as tumbas dos beatos e falecidos como santos. Além do culto das relíquias, desde faz séculos tem-se desenvolvido em Cracóvia o culto mariano relacionado com as imagens famosas pelas glórias, entre outros, na igreja dos padres carmelitas em Piask. Também a Mogiła de Cracóvia é um dos lugares de culto, onde na igreja cistercienses encontra-se o Santuário do Jesus Crucificado. O culto do crucifixo maravilhoso tem-se desenvolvido desde a Idade Média. Muitos peregrinos vêm a Mogila na época da oitava do feriado de Exaltação da Santa Cruz (14.09). Outro lugar de culto, igualmente importante, é o Santuário Ecce Homo, com a maravilhosa imagem do Cristo chicoteado. Com o papa santo João Paulo II, que a grande parte da sua vida passou em Cracóvia, ligam-se muitos objetos sacrais e laicos. Actualmente, perto do Santuário em Łagiewniki, está a ser construído o Centro “Não tenham medo” e o santuário do santo João Paulo II. Cracóvia não é apenas centro de peregrinações para os católicos, mas também os peregrinos de judaísmo. Em Kazimierz, no antigo bairro judeu, muitos peregrinos de judaísmo vêm até a tumba de Moisés Isserles que se encontra no cemitério situado junto da sinagoga de Rem, que continua a ser um ativo lugar de oração.

Santuários e igrejas em Cracóvia

Multimídia

Reproduzir Reproduzir